Dia Mundial do Brincar vai ocupar Horto Florestal

24/05/2013

Parafraseando o poeta: Quem nunca brincou na rua, não sabe o quê é ser criança. A brincadeira e os espaços públicos estão ligados no imaginário popular mas hoje em dia é raro encontrar crianças brincando em parques, praças e principalmente na rua. Para lembrar a importância da brincadeira, diversas instituições ligadas à infância se unem no Dia Mundial do Brincar. A ação acontece simultaneamente em vários locais do mundo e em Campo Grande será no sábado (25) a partir das 14h no Horto Florestal. A articulação é da Aliança pela Infância em parceria com diversas instituições como o Espaço Imaginário.

O evento faz parte da Semana Mundial do Brincar, que durante a última semana do mês de maio, realiza em todo o país atividades gratuitas, como brincadeiras que valorizem a cultura popular, jogos ao ar livre, palestras, exposições, mostras audiovisuais,  debates e apresentações culturais.

"Lugar de Criança é na rua". A Declaração Universal dos Direitos da Criança, assegura à criança o direito de “desfrutar plenamente de jogos e brincadeiras os quais deverão estar dirigidos para educação” e atribuiu  à sociedade e às autoridades públicas  a promoção  deste direito. Os lugares de brincar entram justamente para assegurar esse direito.

Ana Oliva Marcílio, da Avante Educação e Mobilização Social, defende a ocupação de parques, praças e ruas pelo brincar. Segundo Marcílio “Espaços públicos são espaços de convivência, troca, integração com a cidade. A vida, na esfera pública, lhe põe em contato com o outro, são famílias diferentes e crianças diferentes convivendo. A riqueza desse momento, dessa possibilidade, eu não consigo nem valorar!”.

A prova disso são as ações pelo brincar realizadas em praças públicas de Campo Grande nos últimos meses pelo Espaço Imaginário. Brincadeiras tradicionais da infância como rodas de cantigas e versos, além de jogos de mão e brinquedos com o corpo levaram crianças e adultos para reviver aspectos esquecidos da infância.

Alexandre Basso, coordenador do Espaço Imaginário, explica que “Brincar é uma ato simples, que pode melhorar as relações humanas na família, na escola, na rua, nos parques...O brincar é a essência do relacionamento humano, uma expressão que existe antes mesmo da fala da criança, está presente desde a gestação, numa cantiga de ninar, num carinho, na alegria das primeiras caretas de um bebê, este encantamento precisa ser relembrado, praticado no dia a dia da cidade, fazer parte do hábito das pessoas para que haja harmonia e uma nova forma de ver o futuro do mundo, no presente, hoje...”

VOLTAR PARA AGENDA

+ AGENDA