Encontro de Literatura começa nesta terça na Capital

23/07/2013

Com recursos do Fundo de Investimentos Culturais (FIC-MS), a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) e a União Brasileira de Escritores de MS realizam na próxima terça-feira (23), às 19h, o 1° Encontro Estadual de Literatura em Mato Grosso do Sul (LiteraSul). O evento acontece até o dia 25 promovendo 3 dias de criação literárias de poesia, prosa, cinema e literatura. Na ocasião haverá palestras com os escritores Cláudio Jorge Willer, Menalton João Braff e Marçal Aquino.

 

         Cláudio Jorge Willer é Doutor em Letras pela USP, com pós-doutorado na mesma Universidade; poeta, ensaísta e tradutor, com vários títulos publicados. Atua na área de Letras e, como escritor, ministra cursos, conferências e oficinas literárias, com ênfase em Literatura Comparada, Criação Literária e Estímulo à Leitura. Foi presidente da União Brasileira de Escritores, UBE, em quatro mandatos, de 1988 a 1992 e de 2000 a 2004; também foi secretário geral da UBE em 1982-1986; presidente do conselho da entidade em 1994-2000; atualmente, é diretor. Principais obras publicadas: Poesia: Anotações de um Apocalipse (1964) e, recentemente, Estranhas Experiências (2007). Prosa e ensaio: Volta (3. ed, 2004) e Geração Beat ( 2009). É também documentarista.

 

         Menalton João Braff é escritor e professor de Língua Portuguesa, formado em Letras pela Universidade São Judas Tadeu, em São Paulo, com pós-graduação em Literatura Brasileira. Iniciou suas publicações com o pseudônimo de Salvador dos Passos e somente após a anistia política adotou o próprio nome. É detentor do Prêmio Jabuti de Literatura em 2000 com À Sombra do Cipreste (contos) e semifinalista do Prêmio Portugal Telecom de Literatura nos anos de 2011 a 2013. Principais obras publicadas: Janela Aberta e Na Força da Mulher (1984, como Salvador dos Passos) e Que Enchente me Carrega (romance, 2011) e O Casarão da Rua do Rosário (2012).

         Marçal Aquino é contista, romancista, jornalista e roteirista. Graduou-se em Jornalismo em 1983 pela PUC/Campinas, São Paulo. No ano seguinte, faz sua estreia literária com a edição independente do livro de poemas A Depilação da Noiva no Dia do Casamento. Mudou-se para São Paulo em 1985 e trabalhou nos jornaisGazeta EsportivaO Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, nas funções de revisor, repórter, redator e subeditor. Posteriormente, preferiu ser redator freelancer. Publicou seu primeiro livro de ficção, As Fomes de Setembro, em 1991. A partir de 1997, quando foi lançado o filme Os Matadores, de Beto Brant, em que foi co-roteirista com Fernando Bonassi (1962), dedica-se a roteiros para o cinema. Sua obra mostra uma visão realista do submundo, com abordagem original de temas como sexo, crime, violência e corrupção.

         Serviço: O evento acontece no Teatro Aracy Balabanian, localizado na rua 26 de Agosto, 453, e também no Museu da Imagem e do Som, na Av. Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar.

 

Acompanhe a programação:

 

Dia 23 – Teatro Aracy Balabanian –  Rua 26 de Agosto, 453, Campo Grande.

 

18:30 hs – Foyer do teatro:

- Credenciamento dos participantes – inscrição para recebimento certificados.

- Lançamento do livro “Cantares do Vento” de Maria Gorete de Moura, associada da UBE-MS. Contato: 8434.5446 e 8176.7780

 

19:30 hs – Teatro:

 1  - Abertura do evento: falas do Presidente da UBE, Samuel Medeiros, e do Presidente da Fundação de Cultura do Estado, Américo Calheiros.

 2  - Apresentação da Orquestra VIVER BEM. Essa orquestra é resultado do trabalho de formação musical desenvolvido no Ponto de Cultura GIC VIVER BEM  há quatro anos. É um projeto a cargo dos violonistas e maestros Jardel Vinícius Tartari e Eduardo Martinelli, no bairro Nova Lima, em Campo Grande. São cerca de 15 integrantes, todos menores e estudantes. Apresentarão peças de repertório clássico e de música popular brasileira.

3 – Palestra do escritor CLAUDIO WILLER – sinopse enviada pelo autor:

O VALOR POÉTICO

Claudio Willer

A palestra examinará a questão dos valores poéticos: o que permite que um texto seja considerado “bom”? Tratará da imagem poética: das antinomias, oximoros e outros aparentes desafios à lógica, e sua presença na criação. Dará atenção à relação de poesia e prosa; a prosa poética e a poesia na prosa. E da relação entre criação original e leitura, entendida como expressão oral e como interpretação, percepção de sentidos em um texto. Mostrará poemas, para exemplificar. Utilizará, entre outras fontes, o recentemente reeditado O arco e a lira de Octavio Paz; especialmente, sua caracterização da poesia como “a outra voz”.

5 – Interação com o público – perguntas.

6 – Encerramento – 21:30 hs.

 

 

Dia 24 – Sala Rubens Correa, Centro Cultural, Rua 26 de Agosto, 453.       

- Início – 19:30 hs –

1- Comunicação do resultado do 1º Concurso de Contos Hélio Serejo. Premiação aos três primeiros colocados.

2 – Palestra de Menalton Braff:

“O Conto e sua densidade” – não enviou sinopse.

3 – Interação com o público.

 

Dia 25 - 19:00 – Museu da Imagem e do Som, Memorial da Cultura. Fundação de Cultura de MS, Av. Fernando Correa da Costa, 559, 3º andar:

Tema – CINEMA E LITERATURA

1 – Exibição, pontualmente às 19hs, do filme OS MATADORES de Beto Brant e roteiro de Marçal Aquino;

2 – 20:30 hs -  fala do escritor MARÇAL AQUINO, sobre sua obra e sobre o filme;

3 – Interação com o público.

4 – 21:30 – encerramento.

 

Fonte: Assessoria

VOLTAR PARA AGENDA

+ AGENDA