Concurso Tim Lopes de jornalismo tem foco na infância

Jornalistas de todo Brasil têm agora a oportunidade de desenvolver projetos de investigação de amplo alcance, que incluam na agenda da Copa do Mundo de Futebol a discussão sobre os impactos positivos e negativos que este megaevento terá sobre os direitos de crianças e adolescentes das diversas regiões do País.

É com este foco especial que o Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo chega a sua VII Edição, reconhecendo propostas em cinco diferentes categorias: “mídia impressa”, “rádio”, “televisão”, “mídia online e alternativa” e “temática especial”.

De olho na Copa

Ao mesmo tempo em que pode impulsionar oportunidades de desenvolvimento, com geração de empregos, investimentos em infraestrutura, melhoria nos transportes e incremento no turismo, a realização da Copa do Mundo traz consigo o risco de agravar situações de desigualdade social e a vulnerabilidade da população infanto-juvenil.

Em função disso, a VII Edição do Concurso Tim Lopes vai além de seu foco temático tradicional – voltado ao enfrentamento das diversas formas de violência sexual contra meninas e meninos –, para estimular a investigação dos desafios envolvidos na construção de um legado social para infância e juventude brasileira, no âmbito da Copa de 2014.

Leque temático

Com a ampliação do escopo, podem participar projetos de reportagem que abordem, por exemplo, assuntos como o trabalho infantil, a vulnerabilidade ao uso de drogas, as crianças desaparecidas e a violência contra adolescentes e jovens. Igualmente se aplicam propostas de investigação sobre os desafios para a universalização da prática esportiva na rede pública de ensino, políticas públicas inovadoras nas áreas de esporte, cultura e lazer (ou seja, “boas práticas” desenvolvidas nas cidades sede da Copa) e iniciativas de responsabilidade social das empresas nos empreendimentos vinculados ao megaevento, por meio da implementação de medidas protetivas aos direitos de crianças e adolescentes.

A "Violência sexual contra crianças e adolescente no contexto da Copa do Mundo de 2014" é o tema da categoria especial desta edição. Nesse campo, incluem-se aspectos como a exploração sexual no âmbito do turismo, a pornografia infanto-juvenil, o tráfico para fins de exploração sexual e a violência sexual contra meninos e meninas no ambiente esportivo. São valorizadas propostas com ênfase na discussão das políticas públicas existentes e/ou criadas em resposta a este evento, na perspectiva da prevenção e do atendimento às vítimas.

Incentivo à investigação

Diferentemente da maioria dos prêmios jornalísticos – voltados, geralmente, para o reconhecimento de matérias já veiculadas –, o júri do Concurso Tim Lopes seleciona as melhores propostas de reportagem, oferecendo aos vencedores apoio técnico e financeiro para a execução do trabalho.

O valor da bolsa de incentivo à investigação é de R$ 11.550 para cada um dos projetos selecionados, exceto para a categoria "Televisão", que é de R$ 17.600. Após a veiculação das matérias, cada um dos autores receberá ainda um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 3.300.

O concurso é resultado de uma parceria entre a ANDI - Comunicação e Direitos, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Childhood Brasil, com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Fonte: Rede Andi 

+ NEWS