Salvador terá política pública para leitura

Salvador, muito em breve, entrará na lista das poucas capitais que já possuem Plano de fomento à leitura. Após a escrita da minuta do Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca, (PMLLB) a cidade chega à fase final de revisão para publicação do Plano por meio de Decreto, assinado pelo prefeito ACM Neto.
A demanda pela criação do PMLLB foi trazida em março deste ano pela Avante – Educação e Mobilização Social e outros integrantes da Rede EMredando Leituras, quando foi estabelecido diálogo direto com a vice prefeita, Célia Sacramento, a respeito da criação de um plano municipal de fomento à leitura. A proposta foi acolhida e ACM Neto, prefeito de Salvador, indicou Célia Sacramento para coordenação do grupo de trabalho (GT), constituído em abril, para escrita da minuta do PMLLB. As orientações do Plano Municipal seguiram as mesmas do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL, 2006) que foi elaborado a partir de um processo participativo e com agrupamento de objetivos, metas e ações em 4 eixos: democratização do acesso ao livro, fomento à leitura e à formação de mediadores, valorização institucional da leitura e de seu valor simbólico e fomento à cadeia criativa e à cadeia produtiva do livro.
O PMLLB é fruto do grande investimento em prol de política pública para fomento à leitura que, desde 2011, a Avante, juntamente com os demais integrantes da Rede EMredando Leituras, vêm fazendo. “Agora, com a conquista do PMLLB, a Avante assume outros desafios, como acompanhar e participar da implementação do Plano”, conta Rita Margarete, coordenadora da Linha de Formação de Agentes Culturais da Avante, mobilizadora da Rede EMredando Leituras e integrante do GT que redigiu a minuta do PMLLB.

Fonte: Avante.org.br 

+ NEWS